Ícone para loading

Acrobat logo

Apps de autocuidado estão em alta
Dicas e Atualidades

Apps de autocuidado estão em alta

Em um mundo cada vez mais acelerado e estressante, o autocuidado é a bola da vez. E as startups, de olho no mercado de wellness, não perdem a vez e assim lançam cada vez mais aplicativos cujo foco é o autocuidado.


O Shine é um dos aplicativos que estão em alta nos Estados Unidos, há também outros como Aloe Bud, Hap, Happy Not Perfect e Self Checkout disponível em lojas de downloads de app. Estes apps funcionam usando rastreadores de humor, alertas de gatilho de estresse, lembretes, sugestões de autocuidado, meditações guiadas e muito mais, sempre procurando ajudar os usuários a mapear e melhorar seu bem-estar mental. As técnicas usadas não são novas, são essencialmente muito básicas e estabelecem métodos de autoajuda e controle de emoções negativas.


Tendência para 2020, a Apple colocou a categoria “saúde e bem-estar”, que engloba autocuidado, entre o top quatro de buscas de aplicativos, tanto é que crescem assustadoramente os APPs focados especificamente em saúde mental, mindfulness e redução de estresse.


Quem mais usa? Os jovens da geração Y e da geração Z. Não por acaso, elas são chamadas de gerações mais ansiosas em termos de tecnologia da história, já que vivem conectadíssimos. Aplicativos mais novos como o Aloe Bud e Happy Not Perfect utilizam um layout mais clean e millennial convidando os usuários a interagirem com check-in todos os dias.


Os aplicativos de autocuidado tem como objetivo fazer com que as pessoas sejam capazes de cuidar de suas mentes, assim como fazem seus corpos –  como uma academia de bem-estar mental e que requer presença firme e determinação. Demais né?


Há versões em português desses aplicativos, basta procurar na loja de aplicativos do sistema de seu celular e aproveitar para desacelerar e cuidar ainda mais de você nesse final de ano e em 2020.

 

 

Texto por Vanessa Kopersz

Talvez você também goste